“Azulejo Mágico” – Rotary Clube de Braga-Norte e CERCI Braga lançam campanha

UM AZULEJO MÁGICO PARA UM NOVO CENTRO DE ACTIVIDADES PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA
————————————

COMO PARTICIPAR:
– Contacte-nos por email info@cercibraga.pt ou por telefone: 253248592
ou
– Adquirir na nossa loja online, por transferência bancária (NIB 0036 0008 99100118929 82) ou na plataforma eSolidar, bastando indicar o número de azulejos e método de pagamento.

————————————
Nota à imprensa:
Foi assinado, esta quinta-feira, dia 22 de Outubro, nas instalações da CERCI Braga, um protocolo de colaboração entre o Rotary Clube de Braga-Norte e a CERCI Braga, com o objetivo de ajudar a financiar a construção do Centro de Atividades Ocupacionais (CAO), cujas obras decorrem na antiga EB1/JI de Navarra e significam um investimento de duzentos e cinquenta mil euros.

A CERCI Braga, cooperativa de solidariedade social e IPSS, que dedica a sua atividade ao apoio jovens e adultos com deficiência e suas famílias, apoia diariamente 22 pessoas com deficiência intelectual e multideficiência, em situação de emergência e, até ao presente, apenas possível com a ajuda da comunidade.

Neste propósito surge o Rotary Clube de Braga-Norte, sensibilizando também comunidade para apoiar este objetivo e necessidade social, dinamizando em conjunto com a CERCI Braga a campanha “Azulejo Mágico”.

“Esta campanha realça toda importância da comunidade Bracarense, desde os cidadãos, instituições e empresas parceiras, que desde sempre têm acompanhado o esforço da CERCI Braga, na sobrevivência da atual resposta que atende a situações de emergência. O contacto com a Rotary Clube de Braga-Norte, vem reforçar este apoio da comunidade em fase critica para a pretensão de muitos cidadãos com deficiência e suas famílias”, referiu Vera Vaz, presidente da CERCI Braga.

O “Azulejo Mágico” passa pela construção de um mural, em azulejos, que fará parte do novo Centro de Atividades Ocupacionais em Navarra, num apelo à responsabilidade social das empresas da região e aos cidadãos, que pretendam contribuir para a resolução deste problema social que se sente em Braga.

Cada apoio recebido significará um azulejo, por cada mil euros doados, para a edificação da resposta, tornando-se mecenas sociais, e com presença em toda a comunicação do projeto. Nos primeiros momentos já aderiram ao “Azulejo Mágico” empresas como a Alumínios Navarra, a Lusologia, a Inoventos, a Mebra, a Uselabel e a Helena Martins Design, para além do próprio Rotary Clube de Braga-Norte.

José Alberto Oliveira, presidente do Rotary Clube de Braga-Norte, disse, no momento de assinatura do protocolo, ser “um privilégio colaborar no projeto ‘Azulejo Mágico’ e responder assim, mais uma vez, às necessidades mais prementes da nossa comunidade. Esperamos que esta seja a primeira de muitas parcerias com a CERCI Braga, até porque sabemos que ainda há muito para fazer”.

O projeto de reabilitação de edifícios da antiga EB1 e JI de Navarra, em Braga, cedida pelo Município de Braga para o efeito, está em fase de arranque da obra, e será uma nova resposta na região, ajudando a colmatar um problema considerado urgente pela Segurança Social e pelo CLAS de Braga, pela falta de vagas, sendo diariamente sinalizados muitos mais casos, aos quais não é de momento possível dar resposta, e em situações dramáticas.

O Rotary International reúne mais de 1,2 milhão de profissionais e líderes comunitários, em mais de 35 mil clubes espalhados por 220 países e regiões, com o objetivo de criar mudanças positivas e duradouras nas comunidades. As diversas profissões, culturas e nacionalidades permite-lhes uma perspetiva única. A paixão que compartilham pelo servir ajuda-os a realizar obras extraordinárias por todo o mundo. O movimento entrou no nosso país em 1926, com a criação do primeiro clube em Lisboa. Hoje existem, em Portugal, 157 clubes, com mais de 3400 rotários. O Rotary Clube de Braga-Norte é um deles, dedicado a “fazer o bem em Braga” desde a sua criação, em 1991.

Desde a criação CERCI Braga, em 2011, esta cooperativa de pais e técnicos ligados à causa, tem vindo a procurar condições para a criação de um Centro de Atividades Ocupacionais, bem como resposta residencial, contribuindo para a congregação e articulação de esforços no sentido de melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência intelectual e multideficiência.